O sinal mais evidente de que o tempo passou em demasia?

Um homem se despe no espelho sem qualquer curiosidade.

A partir de Versos à Boca da Noite, de Carlos Drummond de Andrade
Dica de Julia Medeiros
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz