O mundano tem sempre um quê de divino?

Sentia-se tão bem nos inferninhos que preferia chamá-los de ceuzinhos.

A partir do Twitter @aleportoblog
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz