Arquivo de novembro de 2014

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

A infância é o mais bonito dos absurdos

“Brincar de amarelinha tem amarelos?”

Trecho de um poema de Manoel de Barros, extraído do livro Gramática Expositiva do Chão. O poeta cuiabano morreu hoje
Compartilhar

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Supremo abandono

Quem perdoará Deus pela indiferença em relação à nossa própria morte?

A partir de um poema sem título de Maria Carpi

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Sede de poder

“No Brasil, todo mundo quer o governo, mas para quê? Para serem donos do país ou para realizarem coisas em prol do país?”

Do brasilianista Richard Moneygrand, personagem inventado pelo antropólogo Roberto DaMatta 

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

A imperfeição é mais saborosa?

“Quem se diz muito perfeito
Na certa encontrou um jeito insosso
Pra não ser de carne e osso”

Trecho de Carne e Osso, canção de Zélia Duncan e Moska
Interpretada por ambos
Imagem de Amostra do You Tube

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Forçando a amizade

Twitter do jornal O Globo: “Bom dia! Uma ótima quarta-feira, amigos! o/”
Resposta de uma leitora:  “Jornal O Globo, quem você acha que é pra falar que sou sua amiga?”

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Por que a mídia nunca deveria abdicar da ética?

“Com o tempo, uma imprensa cínica, mercenária, demagógica e corrupta formará um público tão vil quanto ela mesma.”

Do jornalista e editor Joseph Pulitzer 

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Nada como alunos obedientes?

Imagem de Amostra do You Tube

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Quando o Brasil se livrará definitivamente dos coronéis?

O grupo político dos Sarney _que acaba de perder o governo do Maranhão, mas não deve largar o osso com facilidade_ imperou durante cinco décadas. No período, o Estado se manteve como um dos mais pobres do país. Para ter ideia do estrago que a oligarquia fez por lá, basta uma informação: hoje, segundo o IBGE, apenas 13,2% das casas maranhenses estão ligadas à rede de esgoto.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Ninguém jamais morreu nem morrerá?

“A Terra é praticamente um sistema fechado – a matéria que existe aqui não escapa naturalmente para o espaço sideral. Logo, podemos concluir que todos os átomos existentes no planeta estiveram aqui desde o início, e circularam ao longo das eras por incontáveis ciclos químicos e biológicos. Isto quer dizer que os elementos que hoje compõem nossos corpos podem, perfeitamente, ter feito parte de um tiranossauro rex no passado, ou de uma árvore, uma pedra, ou até mesmo de outros seres humanos.”

Trecho de 7 Fatos que Provam que Você e o Cosmos Estão Intimamente Conectados, reportagem de André Jorge de Oliveira

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Por que guerrear se podemos sambar?

Imagem de Amostra do You Tube
Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz