Zero em botânica

“Meu vizinho jogou
Uma semente no seu quintal
De repente, brotou
Um tremendo matagal

Quando alguém lhe perguntava:
Que mato é esse que eu nunca vi?
Ele só respondia:
Não sei, não conheço, isso nasceu aí

Mas foi pintando sujeira
O patamo estava sempre na jogada
Porque o cheiro era bom
E ali sempre estava uma rapaziada

Os homens desconfiaram
Ao ver todo dia uma aglomeração
E deram o bote perfeito
E levaram todos eles pra averiguação

Na hora do sapeca-iaiá, o safado gritou:
Não precisa me bater
Que eu dou de bandeja tudo pro senhor
Olha aí, eu conheço aquele mato, chefia
E também sei quem plantou

Quando os federais grampearam
E levaram o vizinho inocente
Na delegacia, ele disse:
Doutor, não sou agricultor
Desconheço a semente”

A Semente, samba de Felipão, Walmir da Purificação, Tião Miranda e Roxinho
Interpretado por Bezerra da Silva
Imagem de Amostra do You Tube
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz