Por que não aprendi com meus avós como viver à italiana?

“No português, o mesmo verbo que designa o nobre sentimento da esperança fala sobre aguardar as chatices do dia-a-dia. Talvez seja por isso que esperar as coisas melhorarem soe tão difícil quanto esperar o ônibus numa manhã gelada. Prefiro o italiano, em que sperare una vita meglio parece muito mais promissor e atraente do que aspettare l’autobus.”

Do Facebook de Bianca Goulart
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz