Para sempre em alto-mar?

“Não quero ficar parado dando adeus,
as coisas passando.
Eu quero é passar com elas
e não deixar nada mais do que as cinzas de um cigarro
e a marca de um abraço no seu corpo.
Não, não sou eu quem vai ficar no porto chorando,
lamentando o eterno movimento dos barcos.”

Trecho da canção Movimento dos Barcos, de Jards Macalé e Capinam

Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz