O que me irrita?

“Me irrita quem entra sem pedir licença. Me irrita quem invade meu espaço. Me irrita quem me olha com cara de cu. Me irrita as pessoas entrarem no metrô sem deixar as que estão dentro do trem saírem primeiro. Me irritam as pessoas que passam na sua frente para entrar no elevador. Me irritam as pessoas carregando seus cachorrinhos geneticamente modificados dentro de shopping center. Me irrita shopping center. Me irritam o trânsito, o excesso de carro, os motoristas, os motoboys. Me irrita poluição. Me irrita a fumaça, me irrita lixo na rua. Me irrita não ficar feliz toda hora, me perceber frustrado, as pessoas que falam uma coisa e fazem outra sem se dar conta. Me irrita não ser ouvido, não ter chance de falar, não ser reconhecido, ir a médicos que não te olham na cara. Me irritam os planos de saúde, as operadoras de telefonia, ter que ligar pra reclamar de alguma coisa e ficar pendurado no telefone e não resolver nada. Me irritam os impostos, o dinheiro, a falta de dinheiro, ter que pagar pela vida, ser responsável pela merda dos outros, ter que trabalhar, dieta, doença, dor de dente, peitos com silicone, cabelos alisados. Me irrita gente que consegue as coisas porque vem de família boa, me irritam as boas intenções, os bem vestidos, as homenagens, as comemorações, o medo de ser assaltado. Me irritam a hierarquia, quem se acha, quem não acredita em si, quem fala tipo, quem faz qualquer coisa e ganha dinheiro com isso, me irritam os intolerantes, os atores, a verdade, a burrice, a escola pública, a escola privada (…), o  futebol, conhecer a vida do jogador de futebol, o lugar pobre em que ele nasceu. Me irritam os apartamentos de três dormitórios e 60 metros quadrados. Me irritam os apartamentos ‘um por andar’. Me irritam os salões de beleza, a moda, a São Paulo Fashion Week, a Xuxa, o salto alto, a malhação, mulheres tingidas de loiro, as pessoas descoladas, quem não dá conta de si, quem tem opinião pra tudo, pessoas que são piores, mas estão melhores do que eu, pessoas que fingem o tempo todo, gente que passa muito perfume, gente que não gosta de cheiro de gente, que não gosta do próprio cheiro. Me irrita não me sentir bonito. Me irritam o mundo das certezas, as sabotagens, a concorrência, a quantidade de xampus pra não sei quanto tipo de cabelo, o Natal,  ter que dar presente, amigo secreto, não ser escolhido para alguma coisa, não ter dinheiro pra fazer terapia e acharem que isso é desculpa pra não fazer terapia, as metáforas, cuidar dos pais, gente imatura, gente que não sabe envelhecer. Me irrita quem manda em mim, me irrita competir, trepar com camisinha pra não pegar doença, não ter casa própria, pagar aluguel, pagar juros, telemarketing, os Estados Unidos, ter que saber falar inglês, a tecnologia, os remédios, ser autônomo, ser ansioso, esperar demais, acordar cedo todo dia, ter que mexer o corpo, não ser enxergado, ter que pensar positivo, gente pedindo dinheiro na rua, ter mais de 30 anos e continuar morando com os pais, não me lembrar em que eu votei na última eleição. Me irritam o Carnaval, a Globeleza, a perfeição, a obrigação de ser feliz. Me irrita não saber cantar, ter que economizar, comida com hormônio, pagar mais caro por comida orgânica, gente que vende qualquer coisa, comprar qualquer coisa pra se sentir feliz, gente pudica, a moral, a fé, gente que acredita demais na sua religião, gente falando que é a vontade de Deus, gente que se acha íntima de Deus, a Ivete Sangalo, o Criança Esperança, o Big Brother, meu pai fumando. Pessoas que só reclamam, o casamento, novela, quem comenta novela, quem copia roupa de personagem de novela, tomar antidepressivo, ficar exposto, o mau humor, ser maltratado. Me irritam o senso comum, debate sobre coisa séria na televisão com um monte de gente famosa, o capitalismo irrita, o poder, o não poder, o poder dos outros, criança vestida igual adulto. Me irrita  não ter nada de bom pra contar. Me irrita sentir culpa. Não ter uma idéia original, ter que fazer escolhas, me perder, continuar perdido. Me irritam gente que tem justificativa pra tudo, a mentira, gente que só enxerga o próprio umbigo, gente que acha tudo normal.”

Trecho do monólogo Tentativa, de Henrique Schafer e Tatiana Schunck
Compartilhar

2 Comentários para “O que me irrita?”

  1. Luriana disse:

    Minha nossa, Armando!
    Qualquer dia desses vou olhar teu blog e sair por aí gritando, feito doida.
    kkkkkkkkkkk
    Muito bom, cara!
    Me irrita tudo isso e muito mais.
    Parabéns pra ti, por nos mostrar tanta coisa boa nesse mundo virtual, nesse mundo real, nesse mundo.
    Parabéns pro cara que escreveu esse texto.
    Um abraço e…
    Continua escrevendo, falo isso de coração.
    (=
    Abraaaaaaaços,

    Luriana

  2. Morais disse:

    Muito bom viu, isso tudo é muito irritante realmente, mas também irrita as pessoas que se irritam com tudo ahahahah.

    😀

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz