Há vilão mais cruel do que a realidade?

(Com relação à chacina de Aurora, nos Estados Unidos,) não se deve transferir nem mesmo um naco de culpa para Sam Peckinpah, Martin Scorsese, Quentin Tarantino ou Christopher Nolan. É na esfera de Freud, e não na dos irmãos Lumière, que se encontram as pistas para interpretar a fúria genocida de James Eagan Holmes. Monstros perambulam entre nós muito antes da primeira sessão de cinema.”
Trecho de Filmes não matam, artigo de Amir Labaki
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz