Nada nos restará além do nada?

“Quando se perguntou a Diógenes onde ele queria ser enterrado depois de sua morte, ele respondeu: ‘No meio do campo, ao ar livre’. O quê?, atalhou o que perguntara, você quer ser devorado pelas aves e pelos animais selvagens? ‘Que se coloque então ao lado o meu cajado’, respondeu Diógenes, ‘para que eu possa afugentá-los’. Afugentá-los!, exclamou o outro; quando você estiver morto, não terá mais nenhuma sensação. ‘Pois é, o que me importa então’, replicou, ‘se as aves me devorarem ou não?’.

Uma das Anedotas do escritor alemão Heinrich von Kleist
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz