Há lugares que a pressa não alcança?

“Fui rapidamente aceito como um transgênero – e não só pela minha família, mas pelo meu entorno, meus colegas, meus empregadores, meu público. Eu fico sentindo, por que é que eu não fiz isso antes? Quanto tempo eu perdi nisso? O que é um pensamento bobo porque a gente não perde tempo. Este é o meu tempo.”

Do cartunista Laerte
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz