Faltou botar o CEP?

“Jovem, eu havia começado a trabalhar no jornal que veio a ser o Diário do Grande ABC, no fim dos anos 50. Cabia-me cobrir as sessões da Câmara Municipal de São Caetano do Sul. Numa das primeiras sessões de nova legislatura, um senhor muito simples, de pouca escolaridade, eleito pela população de um dos bairros pobres da cidade, evangélico, resolveu exercitar piamente seu poder. Queria marcar posição.Propôs ao plenário um ‘voto de louvor ao autor da Bíblia’.O presidente da Câmara, que não estava culturalmente longe do proponente, pôs o projeto em votação: ‘Os vereadores que forem favoráveis permaneçam como estão. Os contrários, que se manifestem’. ‘Aprovado!’, proclamou ele. E acrescentou: ‘Peço ao nobre edil que deixe na secretaria da Câmara o nome e o endereço do destinatário’. Até hoje o louvor não chegou ao destino.”

Trecho do artigo Viaduto Covas? É ali no Chá, do sociólogo José de Souza Martins 
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz