Deveria existir o dever?

“é como levantar pra buscar a cerveja e não pausar o filme. como não reler as páginas que passaram quase em branco porque eu já estava com sono. ou perder aquela exposição francesa que nunca vai voltar. a peça que saiu de cartaz. a festa a que não fui porque estava doente. as piadas inventadas enquanto eu trabalhava na hora de estar no bar. é como tem que ser.”
De Mariana Delfini
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz