Cada um com seu cada qual

O goleiro Rogério Ceni, do São Paulo, encontra por acaso o guitarrista Luís Carlini, fundador da célebre banda Tutti Frutti, numa loja de instrumentos musicais.
– Grande Carlini! Como vai? Eu sou o Rogério, jogo bola…
– Claro, sei quem você é. Tudo bem?
– Tudo, tudo. Você ainda se apresenta naquele bar da Vila Madalena às quintas-feiras?
– Me apresento, sim.
– Eu toco guitarra, sabe? Por que você não me chama para dar uma canja lá?
– Uma canja? No domingo, o São Paulo joga contra o Santos, não?
– Joga. Você quer um ingresso?
– Não. Na verdade, estava pensando: por que você não me deixa dar uma canja no gol durante a partida? Bastam uns dez minutos…

Episódio narrado por Julio Bernardo, autor do blog gastronômico Boteco do JB 
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz