Antes da palavra

“A pequena Jasmine já está chorando quando Dexter luta para prendê-la na cadeirinha alta. Ela sempre deixa a mãe fazer isso, mas agora está se contorcendo e gritando, um pacote compacto de músculos e barulho se agitando com uma força surpreendente e por nenhuma razão aparente, e ele começa a pensar: ‘Por que você não aprende logo a falar? Aprenda uma língua qualquer e me diga o que estou fazendo de errado’. Quanto tempo até começar a falar? Um ano? Dezoito meses? É uma loucura, um erro de projeto absurdo, essa recusa a dominar a linguagem no momento em que é mais necessária. Eles deviam nascer falando. Não conversando nem argumentando, mas transmitindo informações práticas. ‘Papai, estou com gases.’ ‘Esse tipo de atividade me deixa irritada.’ ‘Estou com cólicas.'”

Trecho de Um Dia, romance de David Nicholls 
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz