quarta-feira, 30 de julho de 2014

João é meu pastor

Imagem de Amostra do You Tube

terça-feira, 29 de julho de 2014

Como se faz para esquecer um momento inesquecível?

Imagem de Amostra do You Tube

terça-feira, 29 de julho de 2014

De jeitinho em jeitinho, um dia o Brasil se ajeitará?

“Quem não tem Net caça com gato.”

Do humorista Gregorio Duvivier

terça-feira, 29 de julho de 2014

Não é comovente a gratidão?

“Em outro momento da caminhada pelo Parque da Juventude, uma professora da rede estadual, Amabile Lopes, de 28 anos, aproximou-se de Geraldo Alckmin e fez um agradecimento. O governador virou-se e estendeu a mão para a moça, que disse: ‘Muito obrigado por ter sido demitida na última sexta-feira’.”

Trecho da reportagem Aécio muda itinerário após visitar parque vazio em SP, publicada pela Agência Estado no sábado

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Palavras o vento leva

“O romance não traz mais a imortalidade, entre outras razões porque a imortalidade já nem existe. Por não existir, nem sequer parece existir a posteridade, entendendo por tal a de cada indivíduo: todo mundo é esquecido dois meses após sua morte. O romancista que acredite no contrário é antiquadamente tolo ou antiquadamente ingênuo. Se os livros duram se tanto uma temporada, não só porque os leitores e os críticos os esqueçam, mas também porque nem sequer serão encontráveis nas livrarias poucos meses depois que tenham vindo à luz (talvez nem sequer existam mais livrarias), é uma ilusão pensar que uma de nossas obras será perene. Como podem ser imperecíveis se a maioria delas já nasce perecida ou com a expectativa de vida de um inseto?”

Trecho de Sete razões para não escrever romances e uma para escrevê-los, artigo do espanhol Javier Marías

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Bela e fera

“Unhas compridas ou curtas? Compridas, meu amor! Sempre! Mulher precisa ter garras.”

Da travesti Rogéria

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Globalização para todo mundo, menos para mim?

“Nestas férias, uma está em Bariloche, o outro na Alemanha e eu aqui, em casa, sem nem sair do Estado!”
Do meu afilhado, Antonio, de 7 anos

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Escolhas

“Hoje a pressão dele chegou a 22 por 11!!! A caminho da emergência cardiológica, Gracita perguntou:
- Ei, papai, você tá preocupado com alguma coisa? Tem algo o aperreando? Teve alguma contrariedade? Fez algum esforço?
Ele:
- Trepei com sua mãe ontem! Um esforço danado!
- Papai, você não pode! Na sua idade… Por isso a pressão subiu!
- Claro! Alguma coisa precisava subir!
- E se você tiver um troço?
- Aí eu morro feliz em cima da galega!”

Do Facebook de Teresa Pimentel

sexta-feira, 25 de julho de 2014

A pior das espetadas

“Tenho muitas agulhas nos pés, na batata da perna, na coxa, na virilha, na barriga, nos braços, nas mãos e uma bem no centro da minha testa: os maus pensamentos precisam ter uma porta de saída. Tenho medo de perfurar algum órgão vital, então evito, a todo custo, um iminente e intenso espirro. É quando o acupunturista psicanalista especializado em ovário policístico e distúrbios de ansiedade fala bem baixinho no meu ouvido: ‘Depois quer tomar um negocinho no bar aqui da frente? Tenho pensado tanto em você’.”

Trecho de Sem Saída. crônica de Tati Bernardi

sexta-feira, 25 de julho de 2014

Ninguém melhor do que um anão para baixar o nível?

“A mãe de Israel é tão gorda que usa a Faixa de Gaza como cinto”, diz Itamaraty.

A partir do tumblr Porta-Voz de Israel
Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz

versão mobile