terça-feira, 3 de março de 2015

Danem-se os apartamentos em área nobre?

“A nossa casa é de carne e osso
Não precisa esforço para namorar
A nossa casa não é sua nem minha
Não tem campainha pra nos visitar
A nossa casa tem varanda dentro
Tem um pé de vento para respirar

A nossa casa é onde a gente está
A nossa casa é em todo lugar”

Trecho de A Nossa Casa, música de Arnaldo Antunes, Alice Ruiz, Paulo Tatit,
João Bandeira, Celeste Moreau Antunes, Edith Derdik e Sueli Galdino

Interpretada por Maria Bethânia
Imagem de Amostra do You Tube
Compartilhar

terça-feira, 3 de março de 2015

Caretice pode ser rebeldia?

“1970. Minha mãe, 18 anos, estudante da ECA, anuncia para o pai, desembargador:
– Pai, estou apaixonada, vou abandonar a faculdade, me casar com o Jary (estudante de Filosofia, maconheiro e militante da Polop) e fugir com ele para o Chile.
2015. Minha filha de 9 anos, aplicada aluna de um colégio alemão, anuncia:
– Pai, vou fazer aula de catecismo com as minhas amiguinhas.
Os filhos sempre matando os pais de desgosto.”

Do escritor e jornalista Tom Cardoso

segunda-feira, 2 de março de 2015

Ilha caucasiana

“Nas séries Friends e Seinfield, eles vivem no meio de Manhattan e não conhecem nenhum negro, asiático ou hispânico. Como assim?”

Da atriz Whoopi Goldberg

segunda-feira, 2 de março de 2015

Indistinção

– Mestre, o que é sagrado?
– Nada.
– Nada?!
– Sim, porque tudo é sagrado.

segunda-feira, 2 de março de 2015

Ainda que involuntariamente, ninguém escapa de fazer mal a si próprio?

“A cascavel entra a milhão no pronto-socorro: ‘Mordi a língua! Mordi a língua!’.”

Trecho de Fábulas Monterrosianas III, crônica de Antônio Prata

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Será que, como apregoam os fundamentalistas, Alá não tem mesmo um pingo de humor?

“Menos Hamas, mais homus”

Extraído de um grafite do francês Combo

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Por que tanta discussão sobre a cor de um vestido?

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

A felicidade, às vezes, pesa demais?

“Não tenho energia para outra alegria,
O dia molhado de setembro vira despedida,
Eu disse adeus ao que amo;
Por vontade própria dobrei meu coração.”

Trecho de Um Fim, poema de Sara Teasdale

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

O opressor tem o direito de se proclamar oprimido?

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Está esperando o que para abrir o olho?

“Aviso sobre novo golpe na praça!
O sujeito chega e te oferece um óculos sem lentes.
Cuidado: é armação!”

Do Facebook de Rodrigo Vergara
Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz