Uma proposta

“O homem seguinte não quis ser meu amante, não gostava desse título. Eu adorava, era uma homenagem àquela que na época era minha escritora favorita. Expliquei o motivo, mas ele não entendeu. Chamava-se H, era 17 anos mais velho que eu e, em vez de sermos amantes, me sugeriu o seguinte: que eu lhe oferecesse uma década, no máximo, da minha radiante juventude e, depois, quando minhas prioridades mudassem e eu resolvesse querer filhos ou bichos de estimação ou um pênis mais novo, eu o deixasse. E eu, o que é que eu ganho?, perguntei. Nada, respondeu, você já tem tudo. Achei encantador.”

Trecho de Amar o pai, ensaio de Margarita García Robayo
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz