Uma partida antes de partir

“Dona Morte
a Senhora está aprontando demais
na minha porta
– sem falar no estrago intempestivo o mês passado
devastando minha horta.

Como reverter tamanha intromissão?

Sei que tem lá seus misteres
sei que é tarde, já escurece.
Espere um pouco, Dona Morte
eu queria apenas
jogar só mais um pouco
com os três amigos que me restam.”

Dona Morte, poema de Affonso Romano de Sant’Anna
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz