Um estranho paradoxo

O começo sempre termina, mas o fim, não. O fim nunca tem fim. É, portanto, infinito?

Compartilhar

1 Comentário para “Um estranho paradoxo”

  1. Regina disse:

    A primeira imagem que me vem à mente é a do oito deitado Começo e recomeço. Infinito tem resposta?

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz