Três indagações de que um repórter, um delegado, um psicanalista e um paranóico nunca devem abdicar

“O que é verdadeiro, o que é falso, o que é verdadeiro no falso?”

A partir de A Realidade Falsifica a Arte, prefácio do poeta Fabrício Carpinejar
para o livro Silêncio em Siena, de Flávio Wild
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz