Sorria, você está sendo rastreado

“Há cerca de 500 empresas capazes de monitorar cada movimento seu na internet, extraindo a matéria-prima da rede e vendendo-a aos marqueteiros. (…) Saber que você sofre de sobrepeso, deixou de pagar uma prestação do carro, lê romances históricos e passa muito tempo a bordo de aviões é um conhecimento que não apenas chega a outras pessoas, como também é de grande valor monetário para elas.  O mesmo pode ser dito a respeito de dados de localização como onde você está e onde esteve, como descobrimos com a revelação de que tanto Apple quanto Google estavam rastreando usuários de tablets e smartphones e armazenando esses dados. Até dispositivos de leitura como o Kindle, da Amazon, prestam atenção àquilo que o usuário está fazendo: sublinhe um trecho num livro do Kindle, e este trecho é enviado de volta à Amazon. O potencial para abusos das liberdades civis é vasto neste ponto. Enquanto o FBI, por exemplo, precisa de um mandato para vasculhar seu computador, o estudioso Eli Pariser alerta que ‘se usa o Yahoo, o Gmail ou o Hotmail, você perde imediatamente suas proteções constitucionais’. Na esfera comercial, os marqueteiros estão indo além dos fatos na tentativa de determinar não apenas aquilo que você comprou, mas por que você realizou aquela compra. Depois que tiverem elaborado seu ‘perfil de persuasão’, estes anúncios serão refinados ainda mais. E, se as empresas de marketing são capazes de fazer isto, por que não políticos, governo e empresas que desejam influenciar a opinião pública?”

Trecho do artigo Cérebro: no controle ou controlado?, de Sue Halpern
Compartilhar

1 Comentário para “Sorria, você está sendo rastreado”

  1. fabiola disse:

    qdo foi diferente ?

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz