Por que os filmes brasileiros têm de ser mais verossímeis do que os americanos?

“Um dia, assistindo no cinema ao longa O Divã, senti o exagero e o rigor na cobrança do público em relação às produções nacionais. Lilia Cabral chega de carro no hospital pra visitar sua amiga que está no leito de morte. Ela vem dirigindo e na porta do hospital ela encontra uma vaga e estaciona. Nesse momento todo o cinema reagiu: ‘Até parece que ela ia encontrar uma vaga’. Meu Deus! O Stallone invade a União Soviética só com um cadarço de bota, um canivete e uma pinça, salva o mundo da terceira grande guerra e tudo bem, mas a Lilia Cabral achar uma vaga, aí não.”

Do humorista Fábio Porchat
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz