O que me vem à cabeça quando vejo o noticiário sobre o Rio de Janeiro?

“Cruzou-se comigo, no Chiado, uma menina dos seus 18 anos. Ruiva, muito ruiva mesmo, a pele atormentada por um enxame de sardas. Ao passar pousou nos meus olhos de velho, já um tanto cansados, o verde húmido dos seus olhos. Então sorriu e disse com um luminoso sotaque carioca: ‘Aproveite o sol. Um dia destes volto para buscar você’. Ocorreu-me primeiro que fosse a Morte. Depois pensei melhor: tão bonita, tão carioca, deve ser antes a ressurreição.”

Trecho de Milagrário Pessoal, romance do angolano José Eduardo Agualusa 
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz