Guerra sem fim

“O honesto leitor, pacato espectador do Jornal Nacional, está informado de que, em maio de 2006, em retaliação aos crimes do PCC, 493 pessoas (algumas sem antecedentes criminais) foram assassinadas pela polícia de São Paulo, e os corpos de muitos delas continuam desaparecidos? Sabe que seus familiares ainda são ameaçados quando tentam localizar os corpos? Está informado de que, só no ano de 2008, o número de homicídios cometidos por policiais em confrontos no Estado de São Paulo – 397, segundo a ONG Human Rights Watch – é superior ao total de assassinatos cometidos por policiais na África do Sul?”

Trecho de Infelicidades ordinárias, artigo de Maria Rita Kehl e Paulo Fernando Pereira de Souza 
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz