E você ainda pergunta por que tenho um coração de pedra?

“O amor seria fogo ou ar
em movimento, chama ao vento;
e no entanto é tão duro amar
este amor que o seu elemento
deve ser terra: diamante,
já que dura e fura e tortura
e fica tanto mais brilhante
quanto mais se atrita, e fulgura,
ao que parece, para sempre:
e às vezes volta a ser carvão
a rutilar incandescente
onde é mais funda a escuridão;
e volta indecente esplendor
e loucura e tesão e dor.”

Diamante, poema de Antonio Cicero
Ouça o poeta recitá-lo no blog
Acontecimentos
Compartilhar

3 Comentários para “E você ainda pergunta por que tenho um coração de pedra?”

  1. Luriana disse:

    É sempre bom ler teu blog, Armando.
    Chego do serviço e venho “bater o ponto” aqui.
    A questão não é só escrever. É saber como montar, encaixar as coisas. E tu fazes isso no teu trabalho. É sempre bom vir aqui e sorrir de muitas coisas, perceber teu humor refinado. Perceber que pensas no Maranhão, que há muito já foi “esquecido”. Os vídeos são legais, os poemas de amor são lindos, tu falando de política é melhor ainda… Vixe!
    Escrever como escreves e pensar dessa forma… É um dom divino!
    Só pode ser isso.
    Adoro vir aqui e me divertir, me informar, me apaixonar e me deliciar com essa escrita simples e massa!
    Continua escrevendo que estou te acompanhando!
    Abraços via internet.
    rsrsrs

    Luriana

  2. muito obrigado, Luriana! vc não faz ideia de como teu comentário me estimula a seguir.
    um forte abraço aqui de SP!

    ei, Érica, um beijo!

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz