Dona Chica-ca admirou-se-se

“- Ele morreu de quê?
– O gato?
– É.
– Ele morreu de tédio.
– Tédio?…
– É.
– Gato sente isso?!
– Sente. Você não sabia?
– Não…
– Você não reparou que eles vivem bocejando?
– Não.
– Vivem; gato vive bocejando.
– É de tédio…
– É, de tédio…”

Trecho de Uma Visita, conto de Luiz Vilela
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz