A importância da desimportância

Agora que você está com 68 anos, a música se tornou mais ou menos importante?
Mais, porque ela deixa de ser importante. Não tem mais competição, concorrência, procura pelo reconhecimento, “eu sou bom”, “eu sou o melhor”, essas coisas vão desaparecendo.
E você passou por todas elas?
Todos nós, artistas, passamos. Isso tudo vai desaparecendo, e você entra em uma relação mais frugal com a música. A música vira uma fruta que você só saboreia, a música é a manga (risos).

De Gilberto Gil, em uma entrevista para o repórter Julio Maria, no Estadão
Compartilhar

Deixe um comentário

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz