Arquivo de junho de 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

Uma revelação

“O inferno, conhecemos: está em toda parte
e caminha sobre duas pernas.
E o paraíso?
Talvez o paraíso nada mais seja
além de um sorriso
por muito tempo esperado
e lábios
que murmuram o nosso nome.
E aquele frágil instante fabuloso
quando depressa podemos esquecer-nos
do inferno”

Poema de  Jaroslav Seifert
Compartilhar

terça-feira, 30 de junho de 2015

Quem deve para quem?

“Os gregos nos deram a lógica. Temos uma dívida com eles por isso. Foi Aristóteles que propôs o grande ‘logo’. ‘Você não me ama mais, logo…’. Ou ‘encontrei você na cama com outro homem, logo…’. Usamos essa palavra milhões de vezes para tomar nossas decisões mais importantes. É hora de começarmos a pagar por ela. Se formos obrigados a ceder dez euros à Grécia cada vez que usarmos a palavra ‘logo’, a crise acabará em um dia, e os gregos não precisarão vender o Partenon aos alemães. Temos no Google a tecnologia para rastrear todos esses ‘logos’. Podemos até cobrar das pessoas pelo iPhone. Sempre que Angela Merkel disser aos gregos ‘nós emprestamos todo esse dinheiro a vocês, logo vocês precisam nos pagar de volta com juros’, ela será obrigada a pagar primeiro aos gregos pelos royalties.”

Do cineasta Jean-Luc Godard

terça-feira, 30 de junho de 2015

Sem socorro

Se há um menino morando sempre no meu coração, por quê, quando o adulto balança, ele não vem pra me dar a mão?

A partir de Bola de Meia, Bola de Gude, canção de Milton Nascimento e Fernando Brant
Interpretada pelo próprio Milton
Imagem de Amostra do You Tube

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Apalpar o impalpável?

Juro que já tentei muitas vezes, mas não consegui: como se faz, afinal, para botar a mão na consciência?

segunda-feira, 29 de junho de 2015

Nunca se deve perder uma boa oportunidade de negócio?

“Claro que o Marcelo Odebrecht quer derrubar a República. Depois é a construtora dele que vai ganhar a licitação pra construir.”

Do tuiteiro Negão Internauta

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Já implantaram a coleta racional de lixo no seu prédio?

sexta-feira, 26 de junho de 2015

Qual a diferença entre antipetismo e ódio ao PT?

“A deterioração do debate político no Brasil é consequência direta de um antipetismo justificável, dado os desmandos do próprio PT no governo, e de um ódio ao PT que ultrapassa a razão. O antipetismo decorre, em partes iguais, da frustração sincera com as promessas irrealizadas do PT e do oportunismo político de quem ataca o adversário enfraquecido. Já o ódio ao PT existiria mesmo que o PT tivesse sido um grande sucesso e o Brasil fosse hoje, depois de 12 anos de pseudossocialismo no poder, uma Suécia tropical. O antipetismo é consequência, o ódio ao PT é inato. O antipetismo começou com o PT, o ódio ao PT nasceu antes do PT. Está no DNA da classe dominante brasileira, que historicamente derruba, pelas armas se for preciso, toda ameaça ao seu domínio, seja qual for sua sigla.”

Trecho de Ódio, artigo de Luis Fernando Verissimo

quinta-feira, 25 de junho de 2015

O negócio, hoje em dia, é ter vários planos B?

quinta-feira, 25 de junho de 2015

Sargentão

Enquanto comandou a Rede Globo, entre os anos 60 e 90, José Bonifácio de Oliveira Sobrinho, o Boni, tinha fama de irascível. Dizem que, certa vez, implicou com um sujeito nos corredores da emissora.
– Quem é esse idiota? Demitam já esse idiota!
Alguém lhe respondeu que o cara não trabalhava na Globo.
– Não trabalha? Então tratem de contratá-lo e, depois, o demitam!

quinta-feira, 25 de junho de 2015

O absoluto não existe?

“Há mais de uma resposta pronta para tudo.
– Por quê?
– Porque sim!
ou: – Por que não?”

Do poeta Arnaldo Antunes
Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz