Arquivo de setembro de 2013

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Promiscuidade

Charge de João Montanaro
(clique na imagem para ampliá-la)
Compartilhar

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Geração Y na aula de catecismo

– Só Deus sabe tudo.
– E o Google, professor?

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Quem se expõe àquilo que teme é corajoso ou masoquista?

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Em que momento o meu se cansará?

“O pião entrou na roda, ô pião 
Roda, pião 
Bambeia o pião
Sapateia no tijolo, ô pião 
Roda, pião 
Bambeia o pião
Passa de um lado pro outro, ô pião 
Roda, pião 
Bambeia o pião

Também a vida da gente 
É um pião sempre a rodar 
Um pião que também para 
Quando o tempo o faz cansar”

Trecho da música Roda, Pião, de Dorival Caymmi
Interpretada por Caymmi e Carmen Miranda 
Imagem de Amostra do You Tube

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

A arma mais letal

“Quando foi construída a primeira máquina de matar? Antes, muito antes da catapulta, Deus fez a pedra para construir a igreja de Pedro séculos depois. Em questão de dias, fez o homem, a primeira máquina de matar. Aciona-se o gatilho, que fica no hipotálamo, link do sistema nervoso com o sistema endócrino, e daí é disparada a alavanca do braço, direito ou esquerdo, que arremessa a pedra.”

Trecho do programa da peça Incêndios, escrita pelo libanês Wajdi Mouawad, dirigida por Aderbal Freire-Filho e encenada no Rio de Janeiro desde o dia 20, com Marieta Severo à frente do elenco 

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Quantas vezes ainda renascerei?

“Pode ser um lapso do tempo
E a partir desse momento acabou-se solidão
Pinga gota a gota o sentimento
Que escorrega pela veia e vai bater no coração
Quando vê já foi pro pensamento
Já mexeu com a sua vida, já varreu sua razão
Acelera a asa do sorriso
Muda o colorido, vira o ponto de visão

Cai o medo tolo, cai o rumo
Quando a terra sai do prumo e eu estou perto de ti
Abre-se a comporta da represa
Desviando a natureza pra um lugar que eu nunca vi

Uma vida é pouco para tanto
Mas no meio desse encanto tempo deixa de existir
E é como tocar a eternidade
É como se hoje fosse o dia em que eu nasci”

Imagem de Amostra do You Tube
Trecho de Se Não For Amor Eu Cegue, canção escrita e interpretada por Lenine

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Vestir short: uma tendência para a primavera?

Veja mais modelitos aqui.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Se eu perco e tu perdes, por que ele ganha?

terça-feira, 24 de setembro de 2013

Rir ainda é o melhor remédio?

Imagem de Amostra do You Tube
Make `Em Laugh, música interpretada por Donald O`Connor
 em Cantando na Chuva, filme de 1952  

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

24 horas de plantão?

Dizem que, quando um desconhecido o abordava na rua e pedia para ouvir uma piada, Bussunda costumava perguntar:
– Você trabalha com o quê?
– Sou dentista.
– Bacana. Então me faz um tratamento de canal agora?
A resposta do comediante variava, claro, conforme a profissão do interlocutor:
– Sou engenheiro civil.
– Então me constrói uma ponte agora?
– Sou bancário.
– Então me passe um DOC agora?

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz