Arquivo de maio de 2012

domingo, 6 de maio de 2012

Jornalismo ou vale-tudo?

Imagem de Amostra do You Tube
O episódio ocorreu no Tocantins
Compartilhar

sexta-feira, 4 de maio de 2012

É o que chamam de perrengue globalizado?

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Por que me introverti?

“por ser versado
em aversões
e além de tudo avesso
a invasões”

Trecho de um poema de Diego Grando

sexta-feira, 4 de maio de 2012

Disque-revolução

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Casamento tem a ver com felicidade?

“Ninguém casa para ser feliz, mas para construir uma parceria. Se quer ser feliz, mais fácil ir para Londres, dar para quem você quiser. O casamento é doação.”

Da filósofa Viviane Mosé, durante conversa com a jornalista Nina Lemos 

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Até a falta de sentido faz sentido?

“A importância do saber psicanalítico reside justamente em mostrar que há um sentido na desrazão. Mesmo nos atos mais incompreensíveis e distantes do pensamento racional existe uma lógica secreta a ser rastreada no passado do paciente, em suas relações afetivas, em sua vida psíquica inconsciente. A psicanálise permite formular uma afirmação surpreendente – quanto mais violento é um ato homicida, quanto mais em sua execução o assassino rompe com a integridade do corpo da vítima, esquartejando-a e viscerando-a etc., mais ele está concretizando na realidade as fantasias inconscientes próprias aos primeiros estágios de vida, referentes aos embates imaginários do bebê com sua mãe, como mostrou Melanie Klein.”

Trecho de Canibalismo, artigo do psicanalista Sérgio Telles

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Bem-aventurados os sujos?

“Santa é a carne que peca.”

Frase de Viktor, personagem do ator Gero Camilo no filme Eu Receberia as Piores Notícias dos Seus Lindos Lábios

quinta-feira, 3 de maio de 2012

Orientação vocacional

quinta-feira, 3 de maio de 2012

De que adianta devorar bibliotecas?

“A única besta integral é a que leu 40 mil volumes. Eu li muito pouco. O leitor ideal só lê o mesmo livro todos os dias. Ainda que pareça acaciano, a arte da leitura é a releitura.”

Do dramaturgo Nelson Rodrigues

terça-feira, 1 de maio de 2012

Por que levar mais alguém para uma ilha deserta?

“O nosso tempo convive em excesso. Qual o sentido de conviver tanto? É preciso se isolar de vez em quando, gente!”

Da filósofa Viviane Mosé, durante conversa com a jornalista Nina Lemos
Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz