Arquivo de novembro de 2009

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Permitam-me liderá-los?

“Corações partidos, sigam-me!”

Trecho da canção Hino dos Corações Partidos F.C., de Bruno Morais

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=sd0xgAS4ugI&hl=pt_BR&fs=1&]

Compartilhar

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Häagen-Dazs

A vingança é um prato que se serve frio. Devo concluir, então, que a vingança é um sorvete?

A partir de um post do blog de Bruno Moreschi

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Isto sim é que é notícia de última hora?

“Estou anunciando o meu falecimento. Falecimento de Nelson Fortunato. Como foi gravado com antecedência, não tem o horário do enterro, mas o mais importante é que todos saibam que morri.”

Morador de Nova Europa (SP), Nelson Fortunato mantinha um serviço de alto-falante que informava os falecimentos ocorridos na cidade. Ele morreu recentemente e deixou uma mensagem anunciando o próprio fim

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Sempre apressado

O relógio nunca espera?

A partir do poema As Horas, de Joan Brossa

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

O Homem criou o Homem?

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=LuBwXfg3Mr4&hl=pt_BR&fs=1&]

Do artista tcheco Jan Svankmajer

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Errou…

“Mas por que o football?
Não seria, porventura, melhor exercitar-se a mocidade em jogos nacionais, sem mescla de estrangeirismo, o murro, o cacete, a faca de ponta, por exemplo? Não é que me repugne a introdução de coisas exóticas entre nós. Mas gosto de indagar se elas serão assimiláveis ou não.
No caso afirmativo, seja muito bem vinda a instituição alheia, fecundemo-la, arranjemos nela um filho híbrido que possa viver cá em casa. De outro modo, resignemo-nos às broncas tradições dos sertanejos e dos matutos. Ora, parece-nos que o que o football não se adapta a estas boas paragens do cangaço. É roupa de empréstimo, que não nos serve. (…) Estrangeirices não entram facilmente na terra do espinho. O football, o boxe, o turfe, nada pega.”

Do escritor Graciliano Ramos, numa crônica de 1921, citada no livro Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil, de Leandro Narloch

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

ZZZZZZZ

Bocejar é jogar o sono para fora ou trazê-lo para dentro?

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Marvada pinga

“Num aniversário do meu amigo Lúcio, cheguei pela área de serviço e a minha cadeira de rodas não passou na porta da cozinha. Estacionei a cadeira no hall do elevador e entrei no apartamento voando pelos braços de alguém. Fiquei sentada no sofá no meio de um monte de gente. Na hora de ir embora, o Henrique me apanhou nos braços e, atravessando o apartamento, eu pude ouvir de desconhecidos: ‘O que será que ela bebeu? Não é preferível esperá-la melhorar para depois levá-la embora? Faz um cafezinho para ela!’.”

Trecho de Sem Palavras, crônica da psicóloga e vereadora Mara Gabrilli, que é tetraplégica

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Um segundo antes do além

“Não tenho medo da morte
Mas sim medo de morrer
Qual seria a diferença
Você há de perguntar
É que a morte já é depois
Que eu deixar de respirar
Morrer ainda é aqui
Na vida, no sol, no ar
Ainda pode haver dor
Ou vontade de mijar”

Trecho da canção Não Tenho Medo da Morte, de Gilberto Gil
Dica de Ana Teixeira

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=wC5w8GvlKwo&hl=pt_BR&fs=1&]

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

O que ela me disse ontem?

“Nem vem de garfo que hoje é dia de sopa.”

Trecho da canção Nem Vem que Não Tem, de Carlos Imperial

Contato | Bio | Blog | Reportagens | Entrevistas | Perfis | Artigos | Minha Primeira Vez | Confessionário | Máscara | Livros

Para visualizar melhor este site, use Explorer 8, Firefox 3, Opera 10 ou Chrome 4. Webmaster: Igor Queiroz